segunda-feira, 2 de março de 2020

Quartel do Comando Geral da PM sofre com descaso e corre risco de invasão em Natal.



“O Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte passa por um dos seus piores momentos. É lamentável o estado de abandono das instalações, é um retrato do descaso, da falta de gestão. Corremos até risco de invasão”. A frase é de um oficial da corporação, na ativa, que pede para não ser identificado por temer “perseguição”.
Fotografias recentes mostram “parte da situação”: na entrada do Comando do Policiamento do Interior (CPI), paredes com infiltrações, sujas, instalações precárias. Em frente ao antigo Ciosp – que desde 2013 corre risco de desabar  – , um ônibus abandonado, pneus baixos, ao relento, transformando o espaço numa sucata, ao lado do campo de futebol. O mofo e a falta de manutenção estão espalhados pelo QCG.
Um dos pontos mais graves apontados por outros denunciantes, que acompanhavam o oficial autor da fala incial desse texto, fica no local onde funcionava a banda de música da corporação: o teto e parte do prédio desabaram. Pior: pela Cidade da Criança, que fica ao lado, qualquer pessoa tem acesso facilmente às dependências do Quartel, pois a proteção se resume a uma corrente limitando os espaços, nada mais. “E ali bem perto ficam guardadas muitas armas, é um perigo. Corremos risco de invasão. A governadora deveria pegar o secretário Araújo, que foi comandante, o atual comandante Alarico e outros subordinados e irem até lá. Acho que ela nem sabe o que ocorre, pois só vai na parte da frente do Quartel, em dia de solenidade, e de lá vai embora”,  alerta um PM. Os músicos estão, agora, provisoriamente no antigo refeitório antes destinado aos subtenentes e sargentos.
As denúncias também indicam que a Academia Coronel Milton Freire, na avenida Alexandrino de Alencar, ao lado do Corpo de Bombeiros, em Natal, está com parte da cobertura sem telhas. “Da rua, lá do canteiro central, dá pra ver a situação da Academia, que deveria ser um local de referência, mas que também não recebe atenção do Governo”, critica outro PM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As mais visitadas