segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Devido a tapinha na bunda, Jeepeiro mata amigo e deixa outros dois feridos

Fantone (de óculos) morreu na hora, após ser baleado por Ailton (ao lado)
Um desentendimento por motivo fútil, ocorrido por volta das 22 horas desse sábado, entre as praias da Redinha e Santa Rita, no litoral norte, durante uma confraternização da associação Litoral Jeep Clube, terminou com três pessoas baleadas, onde uma delas não resistiu.
De acordo com informações, a confusão teria sido entre os jipeiros Fantone Henry Filgueira Maia e Ailton Berto da Silva, que seriam amigos há 15 anos. Segundo os relatos, Ailton teria surtado e atirado com uma pistola contra Fantone, de 41 anos, que morreu na hora. O acusado também atirou nos colegas Ivo Bruno e Arthur Macedo, que foram socorridos aos hospitais Santa Catarina e Walfredo Gurgel, respectivamente, onde permanecem internados na UTI. Em seguida, o atirador fugiu do local e ainda não havia sido localizado pela polícia, até o momento.
O que inicialmente a polícia apurou
O cidadão conhecido por Maikon Doido foi cumprimentar o amigo Ailton Berto da Silva no estacionamento. Os dois se abraçaram e, ao se virar, Maikon deu dois tapas na bunda do amigo Ailton Berto, que não gostou, e deu um forte tapa no rosto de Maikon.
O amigo comum dos dois Fantone Henry Filgueira Maia teria se aproximado e tentado conversar com Ailton, dizendo que não precisava daquilo e que ele estava errado em bater no rosto de Mailkon daquele jeito. Ailton Berto sacou a pistola e começou a atirar.
Um evento de caráter solidário, que seria realizado pela categoria, neste domingo, foi cancelado em virtude da tragédia. O Litoral Jeep Club é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As mais visitadas