terça-feira, 1 de outubro de 2019

Lei do silêncio: Facção ordena luto por morte de integrante em Caicó


A facção criminosa a quem era subordinado o caicoense João Nogueira Lopes (JP) , morto em troca de tiros com a polícia após assalto próximo a Palma na semana passada, ordenou luto e veemência pela sua morte.

Cartazes com homenagem e dizeres fazendo referência ao compatriota morto foram espalhadas nos bairros João XXIII, Paulo VI, Soledade e João Paulo II, setores com mais forte atuação da facção a qual fazia parte o JP.

Nos bairros onde os cartazes foram distribuídos a lei do silêncio impera, mas dia-a-dia ações integradas da PM e PC vêm mapeando os alheios à lei e na semana passado mesmo outro traficante saiu das ruas; Boy Léo.

Temido no João XXIII, especialmente, onde residia em uma casa com visão privilegiada do setor (parecia mais um mirante), Boy Léo foi preso por força de mandado de prisão expedido pela justiça de Caicó.

Por fim, é sempre bom lembrar que as instituições, juntas, estão levando a melhor sobre o crime que tenta, apenas tenta, bancar de herói na terra de Santana. A repressão ao tráfico de drogas vai continuar.
João Nogueira Lopes
Caicófacção criminosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As mais visitadas