segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Acusado de matar o namorado senta no banco dos réus em Alexandria


Gustavo confessou ter matado o ex seminarista Rafael a facadas e pauladas e de ter ocultado o corpo enterrado por 21 dias num Sítio Ilha, em Alexandria; A Polícia descobriu que Gustavo foi auxiliado no homicídio na ocultação do cadáver por Marcos Maciel, que está foragido.

No próximo dia 30 de outubro, a sociedade do município de Alexandria/RN vai se reunir no Fórum Zulma Veras, sob a presidência do juiz Rivaldo Pereira Neto, para decidir pela condenação ou não do motorista Gustavo Gabriel da Silva Oliveira, de 23 anos acusado homicídio triplamente qualificado.

Gustavo é réu confesso do assassinato com requintes de crueldade do conselheiro tutelar e ex seminarista Rafael Gonçalves Abrantes (na época com 28 anos) e de ter ocultado o cadáver numa cova rasa no Sítio Ilha, por 21 dias, zona rural do município de Alexandria. Os dois eram namorados. O réu Gustavo, ao confessar o crime, explicou o motivo aos policiais.


Ele disse que namorava escondido com a vítima Rafael. Só que ele teria começado a namorar uma jovem e Rafael, com ciúmes, teria ameaçado tornar público em Alexandria o namoro entre os dois. O que, para ele, era inaceitável. Por este motivo, Gustavo inicialmente narrou que se armou de faca e um pedaço de pau e matou Rafael e depois o enterrou numa cova rasa, cavada por ele, perto de um riacho no Sítio Ilha, zona rural de Alexandria. Este crime aconteceu às 23 horas dia 25 de junho de 2017.(Mossoróhoje).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As mais visitadas