domingo, 22 de setembro de 2019

Padre é assassinado durante assalto a igreja


Líder religioso foi encontrado amarrado e com um arame farpado enrolado no pescoço.

Oassalto a uma igreja, na 702 Norte em Brasília, terminou na morte de um padre, na noite deste sábado (21/09/2019). Kazimerz Wojn foi estrangulado por bandidos, que reviraram a casa paroquial da igreja Nossa Senhora da Saúde e levaram diversos pertences. As informações preliminares, divulgadas pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), dão conta de que o cofre também foi revirado.

O religioso havia celebrado uma missa no início da noite de sábado, às 18h30. Depois, segundo testemunhas, teria ido fiscalizar uma obra que acontece no terreno da paróquia. O caseiro, que cuidava da reforma, também foi feito refém pelos bandidos. José Gonzaga da Costa de 39 anos, sofreu escoriações nos braços, mãos e foi transportado para o Hospital Regional da Asa Norte (Hran) estável e orientado. Foi ele quem conseguiu gritar por socorro, afugentando os ladrões, segundo a corporação.

Padre Kazimerz foi encontrado morto, com os pés e as mãos amarrados, e com um arame farpado envolto ao pescoço. O religioso também tinha uma lesão na cabeça, segundo a polícia. Ninguém havia sido preso até a última atualização desta reportagem.

O corpo do líder religioso foi encontrado do lado de fora da casa paroquial, que fica nos fundos da igreja. A polícia acredita que ele tenha sido morto dentro da residência e arrastado para o lado de fora posteriormente. Somente a perícia da Polícia Civil poderá confirmar as suspeitas.

Conhecido na comunidade como padre Casemiro, o pároco já havia alertado as autoridades policiais do DF sobre a nítida sensação de insegurança que rondava a região. Há cinco meses, em 21 de abril deste ano, em pleno Domingo de Páscoa, ladrões invadiram o templo e levaram o sacrário do altar. A peça havia sido doada há 20 anos e tem valor estimado em R$ 20 mil.

O religioso recebeu o Metrópoles na paróquia no dia seguinte à Páscoa. Apesar do alto valor financeiro, a preocupação do clérigo era com o interior do sacrário: havia uma âmbula com cerca de 70 hóstias consagradas, que são o corpo de Jesus Cristo aos católicos. O objeto foi encontrado dias depois, vazio, em um ferro velho, em Samambaia.

“Tem o sentido de profanação. Existem pessoas que fazem essas coisas”, lamentou o pároco ao Metrópoles, à época.

No fim do ano passado, caixas de som foram roubadas na mesma paróquia e o padre Casemiro ordenou, então, que fossem colocadas em um ponto mais alto, próximo aos vitrais, afim de evitar novas investidas de criminosos.

A Polícia Civil do Distrito Federal está à frente das investigações sobre o assassinato do religioso . Procurados pela reportagem, a corporação não havia retornado as ligações até a publicação deste texto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As mais visitadas