Copie o código Audima:

terça-feira, 24 de setembro de 2019

Mulher é morta, tem corpo carbonizado e polícia prende companheiro por feminicídio.


Um homem foi preso em flagrante por matar a companheira e atear fogo na casa em que ela estava, no bairro de Santo Amaro, na região central do Recife. A vítima, Samara da Costa Mendes, tinha 18 anos e foi encontrada carbonizada dentro da residência. O caso, registrado pela Polícia Civil como feminicídio, ocorreu no domingo (22). (Veja vídeo acima)

O homem foi identificado como Kaleu Cristian Silva Regueira Costa, de 24 anos. Nesta segunda (23), integrantes da família da jovem, que preferiram não se identificar, relataram que Kaleu teria agredido e assassinado a companheira antes de atear fogo à residência em que eles moravam. Uma perícia realizada pela Polícia Científica também confirmou ferimentos por arma branca.
Em depoimento à Polícia Civil, ele confessou o crime. Depois de uma audiência de custódia, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) converteu a prisão em flagrante em preventiva. O homem foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna, em Abreu e Lima, no Grande Recife.
"Ele bateu nela, a esfaqueou e depois queimou. Como se fosse vingança. Foi como um filme de terror", disse o parente da vítima.
Testemunhas afirmaram, ainda, que o suspeito tentou fugir pelo telhado da residência. O buraco por onde ele caiu ainda podia ser visto na manhã desta segunda-feira.
“Ele saiu pulando. Ficou jogando pedra na população. A briga [do casal] começou porque ela descobriu uma traição e que ele estava usando drogas de todos os tipos”, declarou o parente.
A família contou, ainda, que moradores da comunidade tentaram agredir o homem. “A sorte dele é que a polícia chegou a tempo, porque se fosse a população, ele não estaria contando história”, declarou o parente.
Uma prima da vítima relatou que o relacionamento dos dois era conturbado, com acusações mútuas. Ele e a vítima estava juntos há mais de dois anos, segundo ela.
“Era briga todos os dias, um dizendo que o outro traiu. Ela ficou grávida deles e, quatro meses atrás, ele bateu nela e ela perdeu o bebê. Agora, estava com suspeita de gravidez de novo. Ela era uma menina muito alegre, que gostava de ajudar quem precisasse. Infelizmente, morreu assim”, afirmou a mulher.
O corpo de Samara da Costa Mendes, de 18 anos, foi encontrado dentro da casa. A perícia realizada pela Polícia Científica descartou a possibilidade de gravidez.
O homem foi encaminhado por policiais militares para a sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife, onde foi autuado em flagrante. O caso foi registrado pelo delegado Sérgio Ricardo.
Familiares da vítima foram até a sede do DHPP e, na saída de Kaleu do local, tentaram agredi-lo e chegaram a jogar objetos contra ele.
"Ele confessou que a agrediu com facas, com vários golpes. Logo em seguida, utilizou alguns recipientes de desodorante para fazer uma espécie de lança-chamas. Tocou fogo, com um isqueiro, num colchão e corpo da vítima", afirma o delegado responsável pelo caso.
Sérgio Ricardo afirma, ainda, que o crime de feminicídio foi qualificado pela forma como a vítima foi morta.
"Ele praticou o crime com requintes de crueldade, com muita perversidade. Ele detalhou o crime com muita frieza e muitos detalhes. A gente autuou ele pelo crime de feminicídio com a agravante de violência doméstica, futilidade e atear fogo na vítima", declara o delegado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As mais visitadas