sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Latam é multada em R$ 500 mil por impedir embarque de autista


Uli Firmino, 26 anos, embarcou hoje às 11h55 em um voo do Recife para Fortaleza. No último sábado ela havia sido impedida de embarcar pela companhia aérea Latam.

Uli tem a síndrome de Asperger, um Transtorno do Espectro Autista (TEA) e mesmo após mostra um laudo que comprovava a capacidade dela desenvolver atividades sozinha, não conseguiu embarcar. A companhia aérea foi multada, ontem, pelo Procon no valor de R$ 500 mil.
A auxiliar de veterinária e estudante de música, prestou queixa junto à Delegacia do Turista no Aeroporto Internacional dos Guararapes e no Procon. A notícia de a Latam havia impedido o embarque da passageira autista repercutiu nas redes sociais e na imprensa. “É uma vitória de nós todos”, contou Uli, antes de embarcar na mesma companhia aérea.
O problema só veio à tona porque a passageira, que tem sensibilidade auditiva pediu para trocar de assento devido à proximidade da turbina do avião. Outra dificuldade era o fato do assento ter ficado entre duas pessoas e ela prefere no corredor. Por não ter conseguido embarcar, ela acabou não fazendo uma cirurgia, que estava prevista.
A empresa informou por meio de nota que “se sensibiliza com o ocorrido e informa que se manteve mobilizada para o embarque da passageira”, mas que “seus procedimentos estão de acordo com as regras vigentes do setor e têm como objetivo resguardar o bem-estar e a saúde do passageiro a bordo”. Ainda segundo a nota, “não houve nenhum tipo de discriminação no atendimento à passageira e que qualquer prática ofensiva não reflete os valores da empresa”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As mais visitadas