quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Nora chama palavrão e sogro a obriga a rezar de joelhos por uma hora na Paraíba


Polícia foi acionada e caso foi levado à Delegacia da Mulher

A mulher disse que foi obrigada pelo sogro a ajoelhar-se e rezar por ter chamado um palavrão. 

Do OP9 - Após ter chamado um palavrão, uma mulher de 22 anos foi obrigada pelo sogro a rezar ajoelhada. O caso foi registrado nesta quarta-feira (21) no bairro do Roger, em João Pessoa. De acordo com a vítima, essa não seria a primeira vez que ela é agredida pelo homem.

De acordo com a mulher, por volta das 9h, uma amiga dela teria avisado que algumas roupas que estavam penduradas no varal da casa dela estariam meladas de cimento. “Eu saí de casa, disse o palavrão e que iria lavar novamente. Ele não gostou do palavrão e mandou eu me ajoelhar no quarto e rezar três Pai Nosso”, 

A vítima disse que fez as três rezas e saiu quarto. “O filho dele (cunhado da vítima) disse: pai, ela se levantou. Ele, então, mandou eu passar 20 minutos de joelhos. Eu falei que não iria ficar, porque a escravidão já tinha passado. Ele mandou eu ir para fora, me ajoelhar no pé do muro e passar uma hora lá. Aí eu comecei a chorar, porque meu joelho tava ardendo muito. Tinha uma pessoa em cima do muro que viu e chamou a polícia”.
A mulher informou à polícia que já havia sofrido outras agressões por parte do sogro.

O caso foi levado até a Delegacia da Mulher da Capital. A vítima conta que o marido estava em casa e tentou evitar que o pai maltratasse a esposa, mas não conseguiu. O casal mora na casa do pai do homem há cerca de um ano e cinco meses.

“Quando essa mulher foi morar na casa do sogro ela pesava 65 kg, agora ela se encontra com 44 kg. Até a alimentação era restrita e as tarefas domésticas eram determinadas pelo sogro, sempre sob ameaças. Era uma constante tortura”, informou a delegada Luisa Correia Lima. Caso as agressões sejam confirmadas, o sogro deverá ser autuado pelo crime de tortura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As mais visitadas