quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Mecânico acusado de tentar matar a ex-companheira a tiros por não aceitar o fim do relacionamento, senta no banco dos réus.

O mecânico José Josivan Batista de 43 anos, está sendo julgado pelo Tribunal do Juri Popular de Mossoró,, nesta quarta feira, 14 de agosto, pela tentativa de homicídio contra sua ex-companheira Cinthya Tereza Martins Viana Batista, fato ocorrido no dia 03 de dezembro de 2017, no Bairro Alto da Conceição em Mossoró.
 Segundo consta na denúncia do Ministério Público Estadual, o mecânico inconformado com o fim do relacionamento tentou matar a tiros sua ex-companheira. Cinthya foi atingida com vários tiros e depois de passar vários dias internada no Hospital Tarcísio Maia, sobreviveu ao atentado.
vitima
Ainda de acordo com a denúncia, José Josivan, foi a casa da ex-esposa, alegando que iria conversar sobre a guarda dos filhos, quando na verdade a intenção era matar sua ex-companheira. Após atirar várias vezes em Cinthya, o mecânico tentou cometer suicídio, mas foi contido e preso pela Polícia Militar, que agiu rápido.

Na defesa do réu está atuando o advogado Nelito Lima Ferreira e na acusação representando o Ministério Público o promotor, Ítalo Moreira. Os trabalhos do TJP estão sob a presidência do juiz Vagnos Kelly de Figueiredo. O julgamento teve início as 08h30min no Forum Silveira Martins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TCE reprova contas do ex-prefeito de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira, que fica inelegível

O Tribunal de Contas do Estado Rio Grande do Norte publicou nesta quinta-feira (22.08.2019) decisão que desaprovou as contas do ex-Pref...