terça-feira, 6 de agosto de 2019

Deputados se manifestam contra tombamento do Hotel Reis Magos


O Hotel Reis Magos, localizado na Praia do Meio, em Natal, voltou a ser polêmica nos últimos dias. Desde maio, o grupo de Hotéis Pernambucano, proprietário do antigo Hotel Reis Magos, recebeu o aval do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, no Recife, para a demolição do imóvel que está abandonado e em péssimo estado de conservação.

No entanto, o Governo do Estado do Rio Grande do Norte deseja impedir a demolição. O relatório do Conselho Estadual de Cultura ratificou a decisão judicial, posicionando-se contra o tombamento do prédio e a favor do processo de derrubada.

Nesta terça-feira, 06, assunto foi objeto de pronunciamento do deputado estadual Kelps Lima, na Assembleia Legislativa. O parlamentar se posicionou contra a transformação da propriedade em patrimônio oficial público.

“O Governo do Estado não pode fazer um tombamento com víeis ideológico, sem deixar claro de onde virão os recursos para preservá-lo, já que hoje não passa de um local que enfeia a paisagem da cidade e serve de ponto de encontro para marginais”, argumentou ele.

Segundo Kelps Lima, o Conselho Estadual de Cultura já se manifestou contra o tombamento e a decisão cabe agora ao secretário estadual de Educação.

Apartes

Em aparte à fala de Kelps, o deputado estadual José Dias (PSDB) disse que tem relação afetiva com o local, mas nas palavras dele, “não há recursos abundantes para o tombamento”.

Gustavo Carvalho (PSDB) pediu licença para dizer: “tombar o Hotel Reis Magos é tombar escombros”.

Também aparteando Kelps, Hermano Morais (PMDB) afirmou que há estudo que mostra que a recuperação do hotel representa um custo três vezes maior que o de construção de uma nova propriedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caixa estuda lançar financiamento para imóveis com juro fixo

Após lançar uma linha de financiamento imobiliário corrigida pelo IPCA, índice oficial de inflação, a Caixa Econômica Federal avalia adotar...