terça-feira, 9 de julho de 2019

Polícia militar prende indivíduo com arma de fogo no interior do RN



“Primeira vez com negão não dói”, disse promotor de justiça a advogada na Bahia

A advogada e defensora pública da Bahia, Fernanda Nunes Morais, foi ofendida na última quinta-feira (4) durante audiência. A fala discriminatória partiu do promotor Ariomar José Figueiredo da Silva, que pediu a ela para ficar tranquila durante a audiência, justificando que “a primeira vez com negão não dói”.

A advogada publicou por meio das redes sociais uma nota de apoio emitida pela Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE-BA). “Tal fala, redutora e sexualizadora da atuação pública e séria das partes, desrespeita a mulher e defensora Fernanda e reflete de forma clara a forte cultura machista que mancha nossa sociedade e insiste em tentar reduzir sistematicamente as mulheres a meros objetos sexuais”, diz um trecho do documento. A ofensa foi encaminhada à corregedoria da Defensoria Pública da Bahia.

Também em nota, defensores Federais analisaram a fala do promotor como “discriminatória e opressora”. A Associação Nacional das Defensoras e dos Defensores Públicos Federais (Anadef), manifestou repúdio. Fui ofendida com piadinha machista em pleno júri hoje. Em pleno ano de 2019. Ser mulher é difícil demais, principalmente quando se tem consciência de como opera o patriarcalismo. Por hoje deu: 20h e eu tô indo dormir.
(mais…)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

GTO REALIZA ABORDAGEM E PRENDE DOIS JOVENS COM ARMA DE FOGO EM ITAJÁ

  Da redação - Assú Notícia: Um trabalho com cautela e com êxito após o procedimento padrão de abordagem contra dois jovens que estavam e...