domingo, 14 de julho de 2019

"Anônimo Oliveira"; MACAU - UMA OPOSIÇÃO QUE É CONIVENTE COM O ROUBO E APOIA O LADRÃO


Imagem: Reprodução
Texto de Anônimo Oliveira: Os vereadores da oposição de Macau fazem barulho por qualquer coisa. Até fake news eles fazem questão de levar ao plenário como se fosse verdade para fazer palanque eleitoral. 
Porém, quando o assunto é verdadeiro e grave como um colega de bancada ser flagrado roubando dinheiro público, eles simplesmente silenciam. O silêncio da cumplicidade com o roubo. 
Foi e está sendo assim com o caso do vereador Ítalo Mendonça, acusado, com provas incontestáveis, de furto qualificado, desvio de dinheiro público, fraude, enriquecimento ilícito e outros crimes já comprovados pelo Ministério Público. Os vereadores da oposição engoliram a língua e não deram uma palavra sobre o caso. Será o silêncio da concordância?
A presidente da Câmara, Diana Lira, nada fez ou falou a respeito do roubo de seu primeiro secretário. 
Kekel, tão falante para atacar seus adversários, esqueceu a língua embaixo das cartas. Pelo contrário, ao invés de cobrar explicações do roubo de Ítalo, preferiu bater no MP, que fiscaliza com seriedade o dinheiro público. Ou seja: ficou ao lado do ladrão e ainda o apoiou. 
Claudio Gia, outro que gosta de falar de quem pensa diferente dele, não disse nada sobre os crimes de Ítalo. Mas Gia tá acostumado a defender ladrão. 
Pintinho, que quer ser o dono da verdade, não deu um piu sobre seu colega de bancada. Será que concorda com ele?
Marcos Cabral e Wilder se fingiram de desentendidos e também silenciaram sobre o roubo de Ítalo Mendonça. 
É essa oposição que quer merecer o respeito da população? Fazem alarde por tudo. E um roubo de dinheiro público comprovado, todos acobertam só porque é do mesmo lado. Quem silencia sobre o roubo, é conivente com o ladrão.

O ativista político repórter investigativo "Anônimo Oliveira" se encontra na cidade de Macau, para colher mais informações, sobre a política local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As mais visitadas