quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

MP-GO oferece denúncia contra assassino confesso da motorista de aplicativo Vanusa da Cunha Ferreira


Denúncia inclui os crimes de homicídio qualificado, estupro e ocultação de cadáver.
O Ministério Público de Goiás (MP-GO) ofereceu denúncia contra Parsilon Lopes dos Santos, de 45 anos, pela morte da motorista de aplicativo Vanusa da Cunha Ferreira. Ele foi denunciado por homicídio qualificado, estupro e ocultação de cadáver.
Milton Marcolino dos Santos Júnior, promotor responsável pela denúncia, acrescentou a as qualificadoras de utilização de meio cruel, recurso que impossibilitou defesa da vítima, para assegurar a ocultação de crime praticado (estupro) e por feminicídio. O promotor requereu ainda a conversão da prisão temporária em preventiva.
Parsilon, conhecido como Camargo, está preso desde o dia 21 de janeiro. Em depoimento, o homem afirmou que estava muito bêbado e que a morte de Vanusa foi um acidente. Ele tem outras cinco passagens pela polícia por crimes como ameaça, injúria e danos, todos praticados contra mulheres.
Vanusa desapareceu no último dia 19, após realizar uma corrida fora do aplicativo que trabalhava. Um dia após o desaparecimento, o carro da mulher foi localizado próximo ao Polo Empresarial, em Aparecida de Goiânia. O corpo da mulher foi encontrado momentos depois seminu e com sinais de queimadura no Setor Copacabana, na mesma cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caicoense é preso em Campina Grande suspeito de matar homem de 45 anosi

O caicoense Gilfran do Nascimento foi preso na noite dessa sexta feira em Campina Grande-PB, por suspeita na morte de um popular residente...