quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Médica decide fazer cesárea em menina de 11 anos, ao invés de aborto;


O nascimento de um menino está gerando grande tristeza e revolta. Isto porque, a mãe tem apenas 11 anos de idade.
O caso aconteceu na província de Tucumán na Argentina, a menina teria sido abusada pelo namorado da sua avó.
A descoberta do bebê que estava a caminho deu-se quando a menina já estava na 19° semana de gestação, porém, o corpo da menina não suportou ir adiante, forçando-a a um parto às 23 semanas.
A menina que tinha apenas 11 anos deu a luz com 23 semanas de gestação, passando ainda por uma pré-eclâmpsia correndo riscos de vida.
Segundo o relatório médico, anexado ao processo aberto, a menina exclamou: “Eu quero que vocês tirem isso de dentro de mim que foi colocado pelo velho”, ao saber que estava grávida.
Tão jovem e passando por uma situação dessa, a menina que precisou realizar uma mini-cesárea, deu a luz ao menino pesando 600 gramas.
O bebê segue internado, e a menina passa bem.
A obstetra Cecília Ousset, que realizou a cesárea, conta que levou um grande susto ao ver a mãe:
“Cheguei na sala de parto e me deparei com aquela menininha brincando de boneca. Minhas pernas fraquejaram, foi como se eu estivesse vendo minha filha caçula. Aquela criança não estava entendendo tudo que estava acontecendo”.
O que está gerando ainda mais revolta popular sobre o caso, é que além da menina ter sofrido o abuso, e por consequência ter engravidado, ainda houve uma certa pressão das autoridades para que a menina seguisse com a gravidez adiante.
 “Aqui houve grandes violações dos direitos da menina impulsionadas pelo sistema de saúde apoiado pelas autoridades”, disse a advogada Soledad Deza da ONG Católicas pelo Direito de Decidir em entrevista para a EFE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As mais visitadas