quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Júri mossoroense absolve “Ebinho” pelo assassinato de Zoinho em Carnaubais


Ebinho foi absolvido no caso Manoel Botinha e agora de Zoinho

Na foto: Zoinho, morto em 2015 na cidade de Carnaubais
Julgado e absolvido pelo assassinato do vereador Manoel Ferreira Targino e de tentar contra a vida de Francisco Adriano Bezerra Guilherme, de Assu, o agricultor Welber Veríssimo de Melo, o Ebinho, de 35 anos, foi absolvido nesta quarta-feira, 6, em Mossoró, do assassinato do técnico de som Antônio Alves Sobrinho, o Zoinho, crime este planejado e executado, com requintes de crueldade, no dia 8 de junho de 2015, na zona rural de Carnaubais.
O Tribunal do Júri Popular de Mossoró absolveu Ebinho do assassinado do vereador Manoel Botinha, de Assu, e de ter tentado contra a vida de Francisco Adriano Bezerra Guilherme, de Assu, foi semana passada, em Mossoró, numa defesa muito bem trabalhada pelo advogado Hallrison Sousa Dantas.
Com a nova absolvição, a terceira (sendo uma em Assu e duas em Mossoró, Ebinho receberá o alvará de soltura depois de passar 3 anos e 2 meses aguardando julgamento. O advogado Hallrison Dantas destaca que devolveu a vida ao agricultor Ebinho.
Na prisão (CDP em Apodi), inclusive, Ebinho leu 14 livros e conseguiu fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio e conseguir uma ótima nota, podendo ingressar num curso superior numa universidade pública, caso assim deseje o jovem Ebinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As mais visitadas