quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Casal de idosos que se conheceu pelo Tinder oficializa união: ‘Mandei um like e ele curtiu’, diz noiva



Motorista particular, 77 anos, separado, tem uma filha e mora na praia. Aposentada, 73 anos, viúva, mãe de três filhos, avó de cinco e bisavó de sete, moradora de Votorantim (SP). Era assim que Vitório Wilian Bassani e Neusa Rodrigues Pereira se apresentavam em um aplicativo de paquera.
A opção de usar a tecnologia para tentar encontrar um novo amor foi a solução encontrada por Neusa para driblar a solidão. Seis anos antes ela tinha ficado viúva, e passou a se sentir mais sozinha ainda quando um dos filhos que morava com ela decidiu de mudar.
Ela achou que pelo celular, sem sair de casa, seria mais fácil encontrar um novo companheiro. Para isso, pediu ajuda para uma neta de 14 anos. “Já tinha ouvido falar nessas coisas e pedi para a minha neta ajudar, para encontrar um negócio de arrumar namorado. Minha colega já tinha comentado e daí na hora peguei o jeito”, lembra.
“No início, 42 homens curtiram minha foto, mas não me interessei por nenhum. Depois, conversei com um, e não deu certo. Aí vi a foto do Vitório e resolvi mandar um like. Ele curtiu, mandou mensagem e começamos a conversar.”
Bastaram algumas mensagens pelo Tinder até o tão esperado “match”, quando os perfis se combinam e os participantes mostram interesse em conhecer o novo “crush”. “Logo no começo sabia que ia dar casamento”, diz a aposentada.
Mas a esperada união ainda demoraria a acontecer. Foram oito meses de conversas diárias até o primeiro encontro. “Nunca ficamos sem nos falar. Ele me ligava umas dez vezes por dia, contávamos um ao outro o que fizemos de almoço e janta”, conta Neusa.
 Vitório Wilian e Neusa Pereira oficializaram a união que começou no Tinder (Foto: Arquivo pessoal/Thais Corrêa
Com o namoro virtual engatado, Vitório resolveu viajar 200 quilômetros até o interior de SP para conhecer, enfim, a futura esposa. Mas, apesar de toda a modernidade envolvida, o primeiro encontro foi à moda antiga.
“Dois dos meus filhos vieram em casa para conhecê-lo. Conversaram com o Vitório, fizeram várias perguntas. Depois que todo mundo se conheceu ele voltou, porque não poderia dormir em casa, né”, diz.
Os idosos ainda namoraram quase um ano até decidirem oficializar a união, em uma cerimônia realizada no último sábado (9).
“Fizemos um almoço pequeno. Minha mãe fez a comida, uma amiga a decoração, todo mundo ajudou um pouquinho e deu certo”, conta Thais Corrêa, neta de Neusa e cerimonialista.
Prestes a passar uma temporada no litoral, onde o marido ainda trabalha, Neusa diz estar feliz com a união e manda um conselho para quem quer usar a tecnologia para encontrar um novo amor.
“Tem que ter prudência para encontrar uma pessoa. Vai com paciência que consegue, sim. Sempre com respeito, boa conversa e amizade”, orienta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Morre jovem vítima de explosão e incêndio em apartamento

Do G1 - Morreu na noite de terça-feira (12) ajovem vítima de uma explosão e incêndio em um apartamento no Parque Industrial em São José do...