terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Cão sobrevive após ser enterrado vivo na Barra de São Miguel

 aperte CONTROL PONTO para dar PLAY. CONTROL PONTO E VÍRGULA ou BARRA para avançar. CONTROL VÍRGULA para retroceder. ALT PONTO E VÍRGULA ou BARRA para acelerar a velocidade de leitura. ALT VÍRGULA para desacelerar a velocidade de leitura.Play!Ouça este conteúdo0:00100%AudimaAbrir menu de opções do player Audima.
Reprodução
Animal foi enterrado vivo
Um cão da raça rottweiller foi enterrado vivo, na cidade de Barra de São Miguel, no Litoral Sul de Alagoas.  Moradores da região teriam ouvido os uivos do animal e conseguido localizar a cova. O animal estava todo sujo de terra, com uma das patas amarradas a uma corda, para impedir que ele conseguisse sair. Até o momento não há informações sobre quem teria deixado o animal nesta situação.
O caso foi denunciado pelo Projeto Acolher, uma Organização Não Governamental que atua no resgate de animais abandonados. O cão, batizado de Dogão, foi encaminhado a uma clínica especializada, em Maceió, e seu estado de saúde é considerado gravíssimo. Há suspeitas de que o animal esteja com cinomose (doença altamente contagiosa entre os cães) em estado avançado.
“Agora me digam, não entra na minha cabeça. O que leva uma pessoa a enterrar vivo um cachorro?”, questionam os membros no projeto, em uma postagem nas redes sociais. De acordo com a ONG, Dogão está cheios de carrapatos e muito debilitado.
Uma campanha está sendo realizada para ajudar a ONG a custear o tratamento de Dogão na clínica. Confira os números das contas bancárias abaixo
Print/Projeto Acolher
Dogão foi resgatado na Barra de São Miguel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Jovem é assassinado a tiros enquanto pedalava na estrada entre Santo Antônio e Serrinha, RN

Ele vinha de bicicleta de Serrinha no sentido a Santo Antônio. Um jovem foi encontrado morto com várias perfurações a bala pelo corpo ...