segunda-feira, 12 de novembro de 2018

IRMÃ DE JOVEM MORTA DURANTE ATENTADO NO RN DIZ QUE ELA ERA INOCENTE

Foto/Reprodução
A irmã de uma das vítimas do atentado que resultou na morte de três jovens, na noite do último sábado (10), em Parnamirim.(RELEMBRE)
Disse que a irmã morreu porque estava no lugar errado e com as companhias erradas. A jovem que preferiu não ser identificada informou que estava em casa quando recebeu a notícia das mortes.
Cristina Batista Vieira tinha 18 anos e saiu de casa para se encontrar com colegas, hábito que praticava todos os dias e foi justamente quando falava com essas pessoas que a estudante foi surpreendida por tiros efetuados por desconhecidos. 
"Ela não tinha inimizades, todos gostavam dela aqui. Minha irmã também nunca se envolveu com crimes, ela morreu inocente", disse.

Sérgio Costa



HOMEM MULHER E ADOLESCENTE SÃO MORTOS A TIROS EM QUADRA DE ESPORTES EM NATAL-RN


Caso aconteceu na noite deste sábado, por volta das 23h30, no bairro Planalto. Criminosos fugiram após o triplo homicídio.

Um homem de 21 anos, uma jovem de 18 e um adolescente de 16 anos foram mortos a tiros na noite de sábado (10) em uma quadra de esportes do bairro Planalto, na Zona Oeste da capital potiguar, segundo informações da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Ninguém foi preso pelo crime.
O triplo homicídio aconteceu por volta das 23h30 na rua Nezinho Alves, localizada do conjunto Coophab.
As vítimas, identificadas como Ricardo Luciano da Silva Júnior, de 21 anos, Cristina Batista Vieira, de 18, e Guilherme Silva, de 16 anos, estavam na quadra de esportes, quando criminosos chegaram ao local e começaram a atirar.
Dois dos corpos ficaram na quadra e o outro, de um dos rapazes, ficou próximo ao local.
Segundo a polícia, os assassinos chegaram a um local em um carro modelo corsa ou celta, além de duas motocicletas.
A polícia ainda não determinou o que motivou o crime, mas os investigadores apontaram que o local é conhecido pelos moradores da região como um ponto de venda de drogas ilícitas.

G1-RN


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cadeirante vítima de assalto na sorveteria Cavalcante em Assu não resiste e morre ao da entrada no Hospital Regional

  O cadeirante por nome Antônio Ronaldo, 46 anos, foi baleado quando estava sentado em sua cadeira de rodas na calçada de sua residência...