sexta-feira, 9 de novembro de 2018

ASSEMBLEIA PROMOVE AÇÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA SOBRE CENTRO HISTÓRICO DE NATAL

"Memória Itinerante" vai percorrer 29 pontos do Corredor Cultural do Centro Histórico de Natal (Foto: Fábio Cortez)

Nos 201 mil metros quadrados que delimitam o Centro Histórico de Natal se desenrolaram fatos que marcaram a história da cidade – e do Estado – e que até hoje repercutem na vida das pessoas, apesar da maioria não ter conhecimento do valor desse sítio, o que gera a falta de identidade e não desperta a necessidade de preservação.

Ao sair de casa e se dirigir à Cidade Alta, por exemplo, quantos natalenses já se perguntaram por que o primeiro bairro de Natal tem esse nome? O título é uma alusão à altitude do terreno sobre o rio Potengi. Cidade Alta foi o primeiro bairro de Natal, seu crescimento foi, inicialmente, em direção às margens do rio, na parte baixa, na parte ribeirinha, o que originou o segundo bairro, de nome Ribeira.

Quarta cidade mais antiga do Brasil, Natal tem um patrimônio histórico que precisa ser valorizado, razão pela qual o Memorial da Cultura e do Legislativo volta suas atividades para o sítio histórico da capital do Rio Grande do Norte, com seu projeto Memória Itinerante.

O projeto, que consiste em transmitir os valores fincados na história nativa, permite que alunos de rede pública de ensino tomem contato com o passado que foi edificado para que eles possam usufruir do atual presente. O projeto convida ainda à reflexão sobre o futuro, motivando o senso de preservação e de identidade cultural com o patrimônio explorado.

Na próxima ação, os alunos da Escola Estadual Winston Churchill serão os beneficiados pelo “Memória Itinerante”, que vai percorrer 29 pontos do Corredor Cultural do Centro Histórico de Natal.

“A diretora da escola ficou maravilhada. É um tipo de projeto que os alunos não têm acesso todos os dias. Devemos também levar essa ação a alunos de outras escolas situadas no próprio Centro Histórico, como o IFRN e o CDF”, explicou o curador do Memorial, Plínio Sanderson.

Dentre os 29 pontos, estão itens como a Praça André de Albuquerque, O Largo Vicente de Lemos, o Solar Bela Vista, a Casa de Câmara Cascudo, Fábrica de Fiação de Natal, o Teatro Alberto Maranhão, o Palácio Felipe Camarão e o Palácio José Augusto, sede da Assembleia Legislativa.

As escolas que tenham interesse no projeto podem contatar o Memorial pelo telefone 3232-5961 / 3232-8695 ou ainda pelo e-mail: memorialparlamentar@rn.gov.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Armas apreendidas e homens presos em ação policial no Seridó do RN

Uma tentativa de homicídio em Carnaúba dos Dantas no Seridó do RN resulta em prisões e homens presos segundo as informações chegadas é q...