terça-feira, 8 de maio de 2018

Polêmico caso do governador da Paraíba no STJ e PGR

A decisão do ministro Luis Felipe Salomão, do STJ, de baixar à primeira instância processo do governador Ricardo Coutinho (PSB-PB) não encerrou o impasse que existe na corte sobre a restrição do foro especial e foi vista com cautela no MPF. O vice-procurador-geral, Luciano Mariz Maia, lembra que Dias Toffoli votou por também limitar a prerrogativa às outras autoridades, mas foi vencido. “O caso no qual o STF firmou posição não tem aplicação ao STJ. Precisamos refletir”, diz.

Salomão mandou o processo do governador paraibano para a Justiça estadual em decisão monocrática, com base no resultado do julgamento do STF que restringiu o foro de parlamentares. O tema, porém, é alvo de divergências. No STJ, há ministros que sustentam que o entendimento não deveria ser reproduzido automaticamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Banco do Brasil de Assu fecha hoje (22) apartir das 18hs e só retorna dia (25)

Em virtude da reforma que esta sendo realizado na agencia do Banco do Brasil em Assu, na porta da agência a gerência deixou o aviso; ...